O termo trending topics nasceu com o Twitter e se propagou como sinônimo de assuntos do momento para qualquer uso e para mostrar as conversas que ocorrem em qualquer lugar. É o chamado trending topic ou tópico em tendência.

Não há uma lista única de trending topics, não é estática, mas sim dinâmica e varia com o tempo conforme o que se fala na rede social.

Fazer com que um hashtag se torne um trending topic foi o objetivo de muitas ações promocionais da web, desde partidos políticos e manifestações, até programas de televisão e reivindicações cívicas, passando pelos mais variados objetivos e motivações.

Na verdade, a importância dos trending topic é tanta que superou notavelmente o campo das redes sociais para tornar-se uma expressão de nossas conversas diárias, usadas para referir a um tópico do momento.
Analisando o levantamento de dados do Google Trends, recurso que apresenta os principais termos pesquisados por continentes, países e estados, foi possível ver os termos que brasileiros buscaram no Google, frente ao crescimento de casos confirmados do novo coronavírus no Brasil.

Para aqueles que não conhecem, o Google Trends é um recurso de tendências de pesquisa que mostra com que frequência um determinado termo de pesquisa é inserido no mecanismo de pesquisa do Google. Os dados apresentados são calculados em relação ao volume total de pesquisas do site durante um determinado período de tempo.

Esses temas podem ser indicadores de necessidades ou consumo futuro. Quer alguns exemplos? Na semana de 21 – 28/07 os itens que mais cresceram nas buscas foram:

. Cozinhas +100% – entre os itens pesquisados estão armários pré fabricados e móveis, demonstrando a insatisfação das pessoas com as cozinhas de suas casas;
. Métodos contraceptivos +100% – o medo de engravidar numa época como essa ajuda no aumento da busca por métodos contraceptivos. Mais especificamente o diu, que acaba sendo de pouca manutenção à longo prazo;
. Utensílios de cozinha +80% – além de ter um espaço adequado as pessoas estão buscando por novas ferramentas, testando novas receitas. O item que mais se destaca é o maçarico de cozinha;
. Moldes para artesanato – na mesma linha do acima, do faça você mesmo, itens de artesanato e moldes que possam ser usados em casa, cresceram 70%;
. Arte digital +40% – pessoas procurando por presentes de dia dos avós e pais que possam ser feitos em casa, além de imagens de jogos para imprimir em casa;
. Máscara de proteção +30% – continua a busca por máscaras, mas ela está mais focada em máscaras com mais tecnologia e de marca.

Um mês depois os principais tópicos de pesquisa têm a ver com o frio – aquecedores, lareiras, secadoras de roupa, luvas e roupas para proteger e conjuntos de fondue. A busca por conforto e pela melhoria da casa continua, mas a forma como é procurado, muda. Confira abaixo os termos mais buscados da última semana:

. Aquecedores portáteis – + 500%. Precisa falar alguma coisa? Passar frio é péssimo e maioria das casas não é preparada para a onda de frio que chegou esta semana. Com as pessoas ficando mais em casa, o desconforto aumenta e a busca por aquecedores também.
. Enfeites infláveis para festas – +200% – este é o item mais inusitado da lista. O destaque aqui está para as fantasias infláveis, daquelas que cobrem todo o corpo. A dúvida é se está sendo usada para divertir as crianças em aniversários mais caseiros, mas sem perder o ar de festa, ou como forma de proteção para abraços durante a pandemia.
. Roupas para chuva – +200% – principalmente roupas de proteção para quem usa moto. Com as entregas e o desemprego aumentando, cresceu o número de pessoas procurando motos, buscando uma alternativa de renda.

As roupas e a busca de luvas que está logo abaixo, confirmam esta tendência. Além de ser uma forma de trabalho, também é mais econômica do que carros e mais fácil de adquirir. Entre maio e junho deste ano, houve um crescimento de 57% na venda de motos.

. Lareiras – +100% – esse item já foi sonho de consumo de muita gente, e a demanda aumentou com a pandemia, já que, além do calor, traz aconchego. Ecológicas, elétricas, portátil, de canto, a lenha, a gás ou com álcool, o importante é se aquecer e poder curtir momentos em casa.
. Secadora de roupas – +100% – com chuva e frio e a pilha de roupas aumentando por conta dos cuidados com o COVID-19, as pessoas buscam uma forma de secar mais rápido as roupas.
. Luvas – +100% – destaque também para as luvas para usar na moto.
. Conjuntos para fondue – +100% – outro item para aproveitar em casa, ideal para noites frias e para variar o cardápio são os aparelhos de fondue.

Aproveita e acesse a página do Google Trends. Além dos relatórios do varejo, dá para pesquisar termos específicos e comparar termos. Uma ferramenta que pode te ajudar a direcionar melhor a estratégia e comunicação da empresa.